Encontre sua Dose!

domingo, 30 de agosto de 2009

Esteja onde Jesus está.

“Um de seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, informou a Jesus: Está aí um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos, mas isto o que é para tanta gente?” (João 6:8-9)

Esse texto bíblico fala sobre o milagre da multiplicação, que você deve conhecer, ou ao menos, já ouviu falar. Se você ler o capítulo 6 do livro de João, do versículo primeiro ao quinze, poderá ver um dos inúmeros sinais que Jesus fez, para que os homens viessem crer nEle.

Jesus fazia grandes milagres, e multidões de pessoas o seguiam crendo nEle. Nesse texto a bíblia fala que cerca de 5 MIL pessoas estavam junto com Jesus naquele momento. Quando Jesus viu toda aquela gente, e sabendo que eles sentiam fome, viu que era hora de manifestar mais um milagre.

Porém eu quero chamar sua atenção para uma personagem fundamental nessa história. Jesus já sabia como manifestar o seu poder, mas perguntou aos seus discípulos como faria para alimentar tanta gente. De repente, André vira para Jesus e diz que ali havia um rapaz que tinha consigo 5 pães e 2 peixinhos.

O milagre de Jesus de fato se concretizou. Aquela pequena quantidade alimentou aquelas 5 mil pessoas, sendo que todas se fartaram e ainda recolheram 12 cestos do que havia sobrado, porém para o milagre acontecer precisava ter aquele rapaz na história.

A bíblia não fala sobre a idade dele, talvez fosse um adolescente de 15, 16 anos, não sei, mas uma coisa eu quero que você saiba, Jesus só fez o milagre dos pães e peixes porque aquele jovem estava onde Jesus estava.

Aquele menino provavelmente seguia Jesus para onde Ele ia. Ele com certeza gostava de estar com Jesus, gostava de ouvir os ensinamentos de Jesus, gostava de ver os milagres que Jesus fazia. Creio eu que se ele levava aqueles 5 pães e 2 peixinhos com ele, é porque provavelmente estava o dia inteiro seguindo a Jesus, talvez ele estivesse fora de casa há mais de um dia, e por isso havia levado aquela comida. Ele provavelmente levou aqueles pães e peixes para ele comer, talvez ele não imaginava o que Jesus poderia fazer. Com certeza a vontade daquele menino era de passar muito tempo com Jesus.

E nessa hora eu quero te convidar a passar um tempo com Jesus. Talvez você ache que é novo demais, talvez você ache que ainda precisa aprender muito para poder servir a Deus, mas é justamente estando junto com Jesus que você irá aprender, é junto com Jesus que você irá ver os milagres, e Deus quer usar você para fazer milagres.

Você tem seguindo Jesus? Tem passado um bom tempo na presença dEle? Aquele rapaz tinha no coração o desejo de estar com Jesus. Naquele momento o menino deve ter pensado: “Eu só tenho cinco pães e dois peixinhos, mas eu sei que Jesus pode todas as coisas”. O menino creu que os seus 5 pães e 2 peixinhos, nas mãos de Jesus, alimentariam aquela multidão.

Talvez você olhe para si e não veja muita coisa para oferecer ao Senhor. Talvez você só tenha 5 pães e 2 peixinhos.Talvez possa parecer pouco. Mas o teu pouco Deus transforma em muito.

Siga a Jesus. Tenha anseio de estar na presença dEle. Sai da sua casinha, saia de onde você se esconde. Corra atrás de Jesus, queira estar com Jesus. Esteja pronto a servi-lo. Vai com o que você tiver. Não importa se parece pouco, Deus quer usar você com o que você tem, Deus quer usar você como você é.

Assim como aquele jovem participou ativamente do milagre, Deus lhe dá a oportunidade de participar ativamente dos milagres que Ele tem para fazer. Não seja mero espectador. É seguindo a Ele, é estando com Ele, é ouvindo a Ele, e pronto para servi-Lo que você verá maravilhas maiores na sua vida.

Que Deus "multiplique" as doses de bênçãos sobre você.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Transformando pecado em benção.

Perdão pela demora de hoje. O texto está grande, mas vale à pena ler.

Quero lhes contar um testemunho que aconteceu comigo no ano de 2005. Eu estudava em um colégio particular perto de minha casa, estava no terceiro ano, e no início desse ano fiz algo, que você que está lendo provavelmente também já fez.

Bem, o que eu fiz foi cometer um pecado, que muitos acham coisa boba, muitos outros nem vêem como pecado e muitos, ainda que tentem, não conseguem se controlar e acabam cometendo-o. Estou falando sobre colar em provas.

Pois é, foi o que eu fiz, mas vou contar direitinho como tudo aconteceu.

Era dia de teste no colégio, e eu tinha uma professora que dava duas matérias, Química e Biologia. Pois bem, ela passou os dois testes ao mesmo dia. Ela distribuiu as folhas de forma alternada, Biologia para alguns e Química para outros, justamente para evitar colas, e conforme um aluno ia acabando um dos testes, entregava e pegava o outro.

O fato é que eu tinha estudado muito para Química e quase nada para Biologia, e na hora em que ela foi entregando, torci para pegar primeiro a de Química, mas eu quebrei a cara, a professora me entregou a de Biologia.

Para não me alongar muito, o fato foi que demorei demais com a prova de Biologia e quando peguei a de Química só tinham mais uns 4 alunos na sala, ou seja, a maioria já tinha acabado os dois testes, sendo que faltavam uns 10 minutos para acabar o tempo total.

Eu corri que nem um maluco para fazer o que dava, até que chegou “o ponto chave para o pecado”. A professora estava corrigindo o teste e dando a nota na mesma hora, e um colega meu parado ao lado da professora, foi vendo todas as respostas certas, e me passou uma por uma, eu naquele meu desespero de acabar, caí na tentação e colei. E só não colei a prova toda, porque o sinal bateu e tive que entregar com uma questão em branco.

Uma semana se passou, dia da entrega. Professora começa: Fulando, dois. Ciclano, um e meio. Beltrano, zero. E assim foi, começou a chover nota baixa. Quando eu vi aquilo, e olhei para o que eu tinha feito, foi “momento chave para a ação do Espírito Santo”. Eu me arrependi na hora de tudo o que eu tinha feito, pois vendo aquelas notas baixas, e o fato deu ter colado quase o teste inteiro, só me vinha uma coisa na cabeça, a minha nota vai ser a maior. Não sei se você vai achar isso estranho, mas imaginar que a minha nota seria a maior, ao invés de me trazer alegria, me trouxe uma profunda tristeza.

Eu comecei a pedir a Deus: Deus me dá uma nota baixa. A minha nota tem que vir baixa. Eu estava tão arrependido, que fiquei torcendo para minha nota também vir baixa. E o que aconteceu? Quebrei minha cara novamente. A minha nota simplesmente foi a maior da turma, eu havia tirado 8.2 naquele teste, enquanto a maioria tinha tirado entre 0 e 3. Quando a professora anunciou minha nota, eu desabei, fiquei sem chão. Sabe quando você quer sumir? Eu me odiei naquela hora. Tive ódio do que eu tinha feito.

Voltei ao meu lugar, e todos notaram quando eu comecei a ficar com os olhos cheios de lágrimas. Alguns vieram me perguntar o que havia acontecido, afinal eu tinha tirado a maior nota; por que então estaria triste?

E falei para eles o que tinha acontecido. Alguns tentaram me consolar, mas um colega meu foi fundamental. Ele chegou ao meu lado para saber o porquê deu estar chorando, e lhe disse que tinha colado. Ele respondeu que também tinha colado, e mesmo assim tinha tirado zero, que todo mundo cola, que é normal. Só que eu não estava me agüentando, era uma sensação muito estranha, meu coração parecia que queria sair do corpo. E então chegou outro ponto chave, o meu ponto chave. Ele virou para mim e disse: AGORA JÁ ERA. Quando ele me disse aquilo, eu virei para ele e respondi: NÃO JÁ ERA NÃO, AINDA POSSO MUDAR ISSO.

Eu levantei da minha cadeira com o teste na mão e fui caminhando até a mesa da professora, eu sentia que a turma toda estava olhando para mim, cheguei ao lado da professora e disse: Professora, eu colei. Eu não sei bem o que aconteceu, se ela não ouviu direito ou se não acreditou. Ela perguntou: O que? E eu respondi: Eu colei. Ela arregalou os olhos como se não acreditasse no que tinha ouvido, e perguntou: Colou o que? E eu: Tudo.

Para não me alongar mais, eu disse para ela o que havia acontecido e como eu tinha colado. Eu quando fui falar com a professora, fui na intenção de receber ZERO no teste. Eu estava com tanta raiva de mim, que queria aquele zero, eu na minha cabeça precisava de um castigo, eu queria ser castigado, porém mais uma vez eu quebrei a cara. A professora levantou e disse pra mim: "Na minha vida toda, eu nunca vi alguém tomar a atitude que você tomou, e por causa da sua honestidade, a nota que você tirar na prova, vai ser a sua média no bimestre".

Queridos, eu não entendi nada na hora. Eu cheguei para a mulher para dizer que tinha colado todo o teste dela, e ela não me deu zero, pelo contrário, me deu outra oportunidade.

Pois bem, estudei muito para aquela prova. No dia fiz tudo bonitinho, e sabe o que aconteceu? Eu tirei 10.

Só depois de tudo isso foi que eu pude compreender o mover de Deus, aí foi que meus olhos espirituais se abriram, e eu vi a Glória de Deus na minha vida.

Se eu não tivesse me arrependido, se eu não estivesse sensível ao Espírito Santo, simplesmente nada teria acontecido, eu tenho certeza disso.

Não sei se vocês já compreenderam, mas e tirei 10 na prova, e fiquei com 10 na média, pois a professora disse que a nota que eu tirasse na prova seria a minha média. Se eu não tivesse tomado a atitude que tomei, e permanecesse com aquele 8.2, ainda que eu tirasse 10 na prova, minha média não seria 10. E pior, se eu permanecesse com aquele pecado em mim, é bem provável que nem na prova eu tirasse 10.

Quero com esse testemunho dizer que você precisa estar sensível ao Espírito Santo, evitando o pecado, mas se pecar, Deus tem sempre algo maior para você. Sempre há um jeito de mudar as coisas. Não aceite que o mundo diga JÁ ERA para você. VOCÊ PODE MUDAR QUALQUER SITUAÇÃO DE PECADO. Você precisa se arrepender. A última palavra é sempre a de Deus. Você não precisa viver segundo os conceitos do mundo. Eu me arrependi, e vi a Glória de Deus na minha vida. Mais que isso, tive uma grande experiência com Deus. Pude sentir o Espírito Santo me incomodando quanto ao meu pecado.

Ah, eu também fiquei com a maior média em Biologia.

Nesse tempo Deus me deu esta palavra que nunca mais esqueci.
"Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele." (Isaías 30:21)

Hoje eu sei que foi o Espírito Santo de Deus que falou ao meu ouvido e ao meu coração naquele momento de arrependimento. Aquela foi a última vez que colei.

Se você tiver algum caso, bom ou ruim, conte para gente, deixe um comentário.

Que Deus possa lhe abençoar através deste testemunho e transforme todos os problemas, fracassos, pecados de sua vida, em grandes bênçãos.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Qual Escolha Vamos Fazer?

Desde quando lidava com o Israel físico no Antigo Testamento, falando das bênçãos que iriam receber na terra prometida, mediante a obediência a sua palavra, o Senhor não deixou de advertir a respeito das consequências da desobediência. Lembremos das palavras do Senhor faladas através de Moisés ao seu povo, pouco antes de entrarem na Terra Prometida: “Vê que proponho, hoje, a vida e o bem, a morte e o mal; se guardares o mandamento que hoje te ordeno, que ames o Senhor, teu Deus, andes nos seus caminhos, e guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, então, viverás e te multiplicarás, e o Senhor, teu Deus, te abençoará na terra à qual passas para possuí-la” (Deuteronômio 30:15-16).

É muito bom termos o conforto de saber que a palavra do Senhor sempre se cumpriu, relativo a suas promessas de bênçãos (Josué 21:43-45). Quando vemos o povo fiel ao Senhor recebendo dele as bênçãos, como consequência da obediência, devemos ser encorajados a guardar seus mandamentos, e confiantes na sua misericórdia, termos a certeza da glória eterna junto ao Pai (2 Coríntios 5:10; 2 Pedro 3:9-13).

Mas, no mesmo contexto, o Senhor advertiu o povo dizendo: “Porém, se o teu coração se desviar, e não quiseres dar ouvidos, e fores seduzido, e te inclinares a outros deuses, e os servires, então, hoje, te declaro que, certamente, perecerás; não permanecerás longo tempo na terra à qual vais, passando o Jordão, para a possuíres” (Deuteronômio 30:17-18).

Posteriormente o Senhor deixou ainda mais claro para Israel por boca de Josué sobre a certeza do cumprimento de suas promessas tanto de bênçãos quanto de maldição (Josué 23:11-16). Devemos entender que a condenação é tão real e certa quanto a salvação (Hebreus 6:4-8,10:26-31; Mateus 18:9).

O desejo do Senhor, porém, era que todos tomassem a decisão correta: “Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, amando o Senhor, teu Deus, dando ouvidos à sua voz e apegando-te a ele; pois disto depende a tua vida e a tua longevidade; para que habites na terra que o Senhor, sob juramento, prometeu dar a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó” (Deuteronômio 30:19-20).

No Novo Testamento Jesus nos ensina o mesmo princípio quando nos encoraja a trilhar o caminho que conduz a vida. Ele deixou bem claro quais serão as conseqüências da nossa escolha. (Mateus 7:13-14; João 14:6).

Qual escolha nós vamos fazer? O bem ou o mal? A vida ou a morte?

Que façamos a escolha certa!

–por Alessandro B. F. da Costa
(texto extraído do site Estudos Bíblicos)

A palavra que quero trazer aqui é rápida e, apenas para complementar o texto acima. Talvez pareça que estou batendo na mesma tecla em minhas postagens, mas o mais interessante é que nem eu, nem Diogo ou Gabriel, combinamos sobre o que postar, e nossos assuntos são sempre parecidos ou o mesmo. Então creio que estamos sendo direcionados por Deus.

Então mais uma vez quero lhe falar. Você tem a escolha em suas mãos. Só teve um poder que Deus deu ao homem para este usar como quisesse, que é o poder da escolha. Você tem esse poder. Escolher Deus ou escolher o mundo é uma decisão que você precisa tomar. Ninguém pode tomar por você.

Tem gente que as vezes diz: "Se Deus é tão bom, porque Ele não faz todo mundo ser bom e escolher as coisas boas?" Meus queridos, Deus é tão bom, que não te força a nada, ele deixa você escolher.

Então eu te convido mais uma vez a experimentar viver uma vida com Deus. Experimentar orar, ir à igreja. Experimentar conhecer a Deus, assim como eu um dia, que estive no mundo, quis conhecer verdadeiramente a Deus, e tive minha vida transformada.

Faça bom uso do poder que Deus lhe deu. Escolha o melhor e você verá na sua vida a diferença.

Que Deus derrame Uma Dose de benção sobre sua vida.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

O sangue: O sacrifício de Cristo – alívio permanente

Hebreus 9:12 - ‘‘ Quando Cristo veio e entrou, uma vez por todas, no Lugar Santíssimo, ele não levou consigo sangue de bodes ou de bezerros para oferecer como sacrifício. Pelo contrário, ele ofereceu o seu próprio sangue e conseguiu para nós a salvação eterna.’’

A carta aos Hebreus faz um contraste entre as alianças de Deus por meio de Moisés e de Cristo. A aliança de Moisés era feita por meio de sacrifícios de animais que levavam alívio temporário para a culpa do ser humano e demonstravam as lições da Justiça de Deus. Eles eram um anúncio do maior sacrifício que aconteceria, o de Jesus, no qual seu sangue pagaria pela quebra do relacionamento entre o ser humano e Deus, para assim podermos restabelecer a aliança com Deus.Embora precisássemos morrer por termos quebrado as leis de Deus por meio do pecado, Jesus se colocou em nosso lugar de julgamento.

A aliança por meio de Moisés possibilitou um pagamento do pecado com o sangue dos animais. Esses sacrifícios, entretanto, tinham de ser repetidos anualmente na tenda, que era um símbolo do altar eterno e celeste de Deus. Mas Jesus entrou na história a fim de oferecer um sacrifício eterno pelo pecado. O derramamento de seu sangue proporcionou um sacrifício permanente, uma substituição pelo nosso sangue, que deveria ser derramado, e uma permanente aliança ligando Deus e o ser humano. Seu sangue se refere não somente a um altar terrestre, mas também a um verdadeiro altar de Deus no céu, onde, de uma vez por todas a salvação do pecado é obtida por aqueles que recebem Jesus. O pagamento imutável (inalterável) que é estabelecido por meio do novo testamento no sangue de cristo é total cumprimento da essência da aliança de Deus. (Isaías 1.11 / Mateus 26.28)

Mateus 26:28 - ‘‘Porque isto é o meu sangue, que é derramado em favor de muitos para o perdão dos pecados, o sangue que garante a aliança feita por Deus com o seu povo.’’

--- Como diz em Romanos 6:23, “o salário do pecado é a morte”. Todo aquele que comete pecado e vive na prática do pecado e não se arrepende nem reconhece os seus erros, infelizmente não entrará no Reino de Deus.Porém o mesmo versículo diz algo mais: “o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor”. Todos pecaram, mas aquele que se arrepende dos seus pecados, e crê que Jesus é o Filho de Deus, e O aceita em sua vida, herda gratuitamente a Vida Eterna. Jesus morreu na cruz para salvar o mundo do pecado, aquele que crê em Jesus; o perdão, a misericórdia e a salvação que vem de Deus entram em sua vida. “A salvação é um presente que Deus te dá, e ninguém paga por um presente ganho, você ganha, porque alguém já comprou para você, alguém “JÁ PAGOU O PREÇO”, e esse preço foi pago com o Sangue de Jesus.” --- trecho do post do Bruno (19/08/2009)

Como o Bruno escreveu na semana passada:"Alguém já pagou o preço". Então, tudo o que temos que fazer agora é nos arrepender de nossos pecados, crer em Cristo, amá-lo e aceitá-lo verdadeiramente como nosso Senhor e Salvador, pois o preço por nossos pecados já foi pago e a Salvação é um Dom gratuito.
Então, nós não podemos deixar o inimigo nos acusar. nós sabemos que somos culpados, e satanás também sabe disso. Então ele faz de tudo para "esfregar isso na nossa cara". Se no entanto nós entendermos que o sangue pagou o preço por nossos pecados e tem nos libertado, não precisaremos mais ouvir acusações (verdadeiras ou falsas) que ferem nosso coração.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Como orar?

"De uma feita, estava Jesus orando em certo lugar; quando terminou, um dos seus discípulos pediu; Senhor, ensina-nos a orar como também João ensinou aos seus discípulos" (Lucas 11:1).

Uma vez uma pessoa me perguntou “como se orava”, pois ela disse que não sabia orar, não sabia o que falar, e eu lhe dei a seguinte resposta.

“Quando você tem um amigo, um grande amigo, e se encontra com esse amigo, você corre para abraçá-lo, quer contar e saber todas as novidades, quer saber como ele está, quer que ele saiba como você também está. E assim você conversa com ele, conta tudo. Quando você conhece a pessoa, você já sabe sobre o que falar com ela, geralmente vocês gostam das mesmas coisas, dos mesmos assuntos. Vocês se entendem. Agora quando você chega num lugar onde você não conhece ninguém, geralmente você não chega falando com todo mundo, não é? Quando você não conhece a pessoa, quando você não tem intimidade, você não conhece a vida dela, não sabe sobre o que ela gosta, você fica sem saber o que falar com esta pessoa. E com Deus a coisa funciona da mesma forma. Quando você conhece a Deus, quando você tem intimidade com Deus, quando você coloca Deus como seu melhor amigo, você vai saber exatamente o que falar com Ele.”

Quando eu terminei de dar essa explicação, a pessoa ficou maravilhada com o que eu havia dito e concordou com um simples “é mesmo”. E eu creio que pude ajudá-la com aquela dúvida dela. Talvez ela quando perguntou para mim como se orava, ela queria saber o que eu falava com Deus, a forma como eu falava. Só que eu mostrei para ela algo mais, mostrei que oração depende da intimidade da pessoa com Deus, e não de belas palavras.

Queridos, para Deus não importa se você é rico ou pobre, se tem carro ou não, se fez faculdade ou nem terminou o ensino fundamental, se você é alto ou baixo, se você é branco ou negro, se você tem todos os dentes na boca, se fala bem, se fala mal, nada disso importa. Para Deus importa como está seu coração.

“Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei; porque o SENHOR não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o SENHOR, o coração.” (1 Samuel 16:7)

Fazer orações quilométricas e saber falar bonito não é o que move o coração de Deus, mas a sinceridade do teu coração, isso é o que move o coração de Deus. Se um mendigo debaixo de um viaduto levantar as mãos ao céu e clamar a Deus, o Senhor o ouve tanto quanto ouve a um pastor ou bispo.

A palavra que quero deixar para você é esta. Faça-se amigo de Deus. Deixe-O ser o seu melhor amigo. Tenha isso em seu coração. Se você tiver dificuldade, comece exatamente pedindo para que Deus seja o seu melhor amigo. Ore: “Deus, eu quero que você seja o meu Melhor Amigo, eu quero lhe contar tudo da minha vida, eu quero que você saiba todos os meus segredos e planos para o futuro, e quero seus conselhos, para que eu possa segui-los, amém”. Deixe Deus ser o seu melhor amigo.

Eu poderia estabelecer regras para você de como orar, ordem de oração, de palavras, mas nada disso, ainda que você guardasse ao pé da letra, tocaria o coração de Deus. Deus não quer que fiquemos regrados e presos às regras, Deus nos dá liberdade.

Jesus ainda diz em várias passagens na bíblia que se pedirmos algo em nome dEle, Ele fará. Ou seja, Ele atende a sua oração. E a bíblia também diz que devemos orar sem parar, em todo o tempo, todos os dias. (1 Tessalonicenses 5:17)

Coloque sempre Deus em primeiro lugar na tua vida, deixe Ele ser o seu melhor amigo, confia nEle de todo o seu coração, seja sincero, converse com Deus naturalmente, você não precisa de regras, você não precisa de palavras bonitas, porque Deus olha o seu coração, a sua sinceridade, e é esta a oração que ele ouve e recebe.

Neste link você encontrará um estudo mais aprofundado sobre o assunto:
Link > http://www.estudosdabiblia.net/d17.htm

Que Deus, o seu Melhor Amigo, possa lhe abençoar tremendamente.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

O Pecado

Boa tarde galera,

Do pecado ao perdão

- Pecado: "pois todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Romanos 3.23)

- Consciência do pecado: "Mas, ouvindo eles esta resposta e acusados pela própria consciência, foram-se retirando um por um, a começar pelos mais velhos até aos últimos, ficando só Jesus e a mulher no meio onde estava." (João 8.9)

- Humilhação e arrependimento: "se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra." (IICrônicas 7.14)

- Confissão: "Confesso a minha iniqüidade; suporto tristeza por causa do meu pecado." (Salmos 38.18)

- Perdão: "Pois, para com as suas iniqüidades, usarei de misericórdia e dos seus pecados jamais me lembrarei." (Hebreus 8.12); "Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro." (Isaías 43.25)

O pecado trouxe sérias consequências à humanidade, mas três são as principais:

A separação entre o Homem e Deus;
A separação entre o homem de seu semelhante; e
A morte espiritual.

Além de todo sofrimento (Gênesis 3. 16-17), o pecado trouxe ódio, dor e morte ao mundo. Em Gênesis 3.21 diz que Deus fez roupas de pele para Adão e Eva. Para se ter pele, é preciso haver um animal e é preciso matar esse animal. "O salário do pecado é a morte" (Romanos 6.23).
Em Gênesis 4.8 está descrito o primeiro homicídio da história.

Antigamente, o pecado era perdoado mediante o sacrifício de um animal imaculado feito por um sacerdote, que intercedia pelo povo para que Deus os perdoasse. Acontece que Deus sempre teve um plano e tudo o que aconteceu na história da humanidade foi para que esse plano se concretizasse. Hoje, não precisamos mais sacrificar um animal, porque Cristo morreu em lugar deles e através desse sacrifício, nós temos acesso ao perdão.
Você sabe por que Jesus disse em Mt 27.46: "Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?" ? Porque naquele momento, Jesus tomou para si todos os pecados da Humanidade. Deus não habita onde há pecado. Jesus era puro, imaculado, e se fez pecador para que o plano de Deus, que começou naquele momento do Éden, se cumprisse. Raciocine comigo. Deus é juiz. Um juiz que não cumpre a lei, ou não faz valer a lei, não pode ficar no cargo, não é? Deus sempre quis que o povo fosse salvo do pecado. Ele podia nos condenar, mas a vontade de Deus é que todos sejamos salvos, mas existe um preço para o nosso pecado e esse preço é a morte. Então, Jesus tomou para si todos os nossos pecados, morrendo para pagar por cada um deles e cumprindo a lei de Deus para que nós pudéssemos ser salvos.

O sacrifício de Jesus restaura nossa ligação com Deus, nossa ligação com nosso próximo e, principalmente, nos traz vida eterna. Aceite isso e seja salvo HOJE!

Um forte abraço

domingo, 23 de agosto de 2009

A Portinha.

Era uma vez um jovem, que em certa fase de sua vida, se deparou com várias portas a sua frente. Eram tantas, que não podia contar. Todas elas muito bonitas e chamativas. Bem coloridas, com luzes de neon, com dizeres: Venha, aqui você vai ser feliz... Venha, aqui te darei riquezas... Venha, te darei tudo o que você quiser... Venha... Venha... Venha...

Todas aquelas portas geraram um brilho nos olhos daquele jovem. Eram portas bem grandes, muito, mas muito altas mesmo, e com larguras nunca vistas antes. Aquele jovem parecia hipnotizado. De fato ele estava encantado com tudo aquilo que os olhos dele viam.

Porém no meio de todas aquelas grandes e chamativas portas, o jovem conseguiu ver uma, que era diferente de todas. Essa era bem pequena e apertada. E ele pensou: Por que essa porta é tão diferente? Por que ela é tão estreita e apertada? Aquela portinha também era muito bonita, e também tinha uma frase que dizia: Venha... Eu Sou a Melhor Porta.

O jovem quando leu aquilo achou engraçado. Como poderia aquela porta tão pequenina ser a melhor? Do outro lado não deveria caber quase nada. Já as outras eram bem grandes, e muitas coisas tinham a oferecer.

O jovem então disse: Ah, eu vou nas maiores, essas sim são as melhores, quero experimentar todas essas coisas boas. E o jovem foi.

A primeira porta que ele abriu tinha muito dinheiro. Eram milhares e milhares. O jovem disse: Essa porta é maravilhosa. Agora estou rico, posso ter tudo o que quiser com esse dinheiro. E ele se alimentou daquele dinheiro.

Quando ele abriu a segunda porta, tinham vários carrões importados. Na terceira tinham mulheres, ele poderia ter a mulher que ele quisesse e quantas quisesse. E assim ele foi abrindo porta a porta e se alimentando de todas aquelas coisas que ele achava ser uma maravilha. Festas, amigos, drogas, bebidas, vícios...

Depois de ter se alimentado de todas aquelas coisas, o jovem queria mais. Ele não queria mais parar. Porém ele já tinha consumido tudo. Conforme ele ia consumindo, tudo aquilo foi se esgotando, mas ao mesmo tempo, tudo aquilo foi consumindo ele também. As riquezas, os carrões, as mulheres... Ele já não tinha a mesma saúde, a mesma alegria, as mesmas forças. E quando ele viu, sobrou apenas uma porta. Aquela portinha, pequenininha.

Então ele pensou: Bem, eu experimentei todas essas coisas boas, mas tudo acabou. Portas tão grandes, que tinham tantas coisas a me oferecer. Tudo acabou tão rápido. E agora que estou fraco, precisando de coisas maiores, só tem essa portinha, a menor de todas. O que será que ela pode ter de tão melhor assim pra mim? Será que essa portinha tão pequenina pode realmente me dar algo tão melhor do que tudo isso que eu experimentei até agora? Ah, eu não tenho mais outra escolha.

E o jovem decidiu ver o que tinha atrás daquela pequena portinha, que tinha o dizer: Venha... Eu Sou a Melhor Porta.

Quando o jovem abriu aquela porta, uma Luz muito forte saiu de dentro dela. Ele quase ficou cego. Aquela Luz era mais forte que o próprio Sol. E quando ele olhou de novo, ele pode ver o que tinha do outro lado. Não era nada parecido com tudo aquilo que ele tinha experimentado até então. Mas era algo muito melhor. Aquela porta oferecia VIDA.

E quando o jovem viu o que aquela porta oferecia, tentou entrar para experimentar aquilo também. Porém ele tinha se alimentado de todas aquelas outras coisas que as portas grandes ofereceram a ele. Ele estava gordo. Todo aquele tempo se alimentando de tudo aquilo, o fez engordar. Ele estava grande demais para passar por aquela portinha. Ela era muito estreita, muito apertada. Ele não conseguia passar por ela.

Então ele disse: Tudo o que eu precisava estava exatamente aqui, o tempo todo, nessa portinha. Ela realmente tinha o melhor, e eu não quis acreditar. Alimentei-me de tudo aquilo que pensei ser bom. Agora tudo aquilo acabou. Estou gordo de tudo isso, sem dinheiro, sem carrões, sem amigos, sem nada, e não consigo passar pela porta que tem exatamente tudo o que eu sempre precisei.

Deus me deu essa historinha para falar com você jovem. Você que se depara com muitas dessas portas pela sua frente. Muitas até se encontram abertas esperando apenas você entrar. A facilidade que o mundo te oferece, sempre mostrando tudo de forma bonita, apenas te desvia da verdadeira Portinha. A Melhor Porta sempre será apenas uma, aquela única que te leva ao Salvador, à Vida Eterna. Passar por ela não é fácil. Caminhar por esse caminho estreito é difícil. Por que o mundo te julga. O mundo te acusa. Mas você precisa passar por essa Porta. Você precisa seguir firme. Passe pela Portinha. Não faça como o jovem da história, que viu a Portinha, mas quis experimentar primeiro as maiores, e quando tentou correr atrás do tempo perdido, não conseguiu mais. Não deixe a Porta que te leva a Jesus ser a última opção da sua vida, pois pode ser tarde. Não se deixe enganar. Ande no caminho estreito e alcance a Vida Eterna em Cristo Jesus.

video

“Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.” (Mateus 7:13-14)

“Respondeu-lhes: Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.” (Lucas 13:24)

Deus te abençoe jovem. Escolha a porta certa e siga por ela.

sábado, 22 de agosto de 2009

Como a arrogância impede a salvação

Podemos tirar algumas conclusões claras e importantes do ensinamento da Bíblia, mostrando porque a falta de humildade impede a salvação.
Considere como o orgulho é absolutamente oposto às qualidades e comportamentos que Deus quer que demonstremos.

· Sem humildade, não serviremos outros como deveríamos, porque aqueles que são arrogantes e egoístas querem ser servidos, e não servir.
· Sem humildade, não seremos seguidores. Os orgulhosos querem ser chefes e cobiçam a posição e a influência de outros.
· Sem humildade não buscaremos realmente a verdade. O homem orgulhoso pensa que já conhece as respostas, e não quer depender de quem quer que seja, nem mesmo do próprio Deus. A arrogância também impede nosso entendimento da verdade. Se não queremos admitir a necessidade de mudança, ou não queremos aceitar o fato que alguma outra pessoa sabe mais do que nós, nosso orgulho será um bloqueio fatal para o estudo eficaz da Bíblia.
· Sem humildade, não reconheceremos nossos próprios defeitos. Somos até capazes de enganar nossos próprios corações para não vermos nosso próprio pecado. Saul fez isto quando defendeu sua desobediência na batalha contra os amalequitas. Ele argumentou que tinha obedecido o Senhor e que o povo tinha errado (1 Samuel 15:20-21). Deus não aceitou esta desculpa esfarrapada, e não aceita a nossa.
· Um outro problema relacionado com a arrogância é a dificuldade em aceitar a correção. Provérbios 15:31-33 mostra a conseqüência de tal orgulho: "Os ouvidos que atendem à repreensão salutar no meio dos sábios têm a sua morada. O que rejeita a disciplina menospreza a sua alma, porém o que atende à repreensão adquire entendimento. O temor do Senhor é a instrução da sabedoria, e a humildade precede a honra." Provérbios 12:1 é mais direto: "Quem ama a disciplina ama o conhecimento, mas o que aborrece a repreensão é estúpido."
· O outro lado deste problema é que a pessoa arrogante também não perdoa o erro dos outros. O orgulho é inerentemente egoísta, e nos torna facilmente ofendidos e lentos a perdoar. Isto cria uma tremenda barreira para a salvação. Jesus ensinou claramente que a pessoa que não perdoa não será perdoada por Deus (Mateus 6:12,14-15).

Se não aprendemos como ser humildes, não entraremos no céu. Deus rejeita os orgulhosos e exalta os humildes (Tiago 4:6,10).


No post de terça feira passada eu falei que o amor é a chave para a vida eterna, então reflita: Uma pessoa arrogante e egoísta pode amar ao próximo como a si mesma? Ela pode amar a Deus com toda a sua alma, toda sua força e todo o seu entendimento?

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Humildade: Fundamental para nossa comunhão com Deus

Quando Jesus pregou o sermão que define o caráter do verdadeiro discípulo, suas palavras iniciais foram diretas ao coração: "Bem aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus" (Mateus 5:3). Ele continuou a pregar durante mais três capítulos, mas muitos ouvintes não o ouviram. Mesmo hoje, a maior parte da mensagem do evangelho cai em ouvidos surdos de homens e mulheres arrogantes que não querem mesmo reconhecer a posição de Jesus como Senhor.

Jesus não reduziu os padrões. Ele não abriu uma porta extra para entrarem os arrogantes ou os "quase" humildes. Ele manteve intacto o seu requisito fundamental porque ele reflete a exigência eterna de Deus. Deus nunca aceitou o homem cheio de orgulho que pensava fazer as coisas a seu próprio modo. Ao contrário de toda a sabedoria dos homens carnais, tendentes a adquirir poder e posição, Deus aceita exclusivamente os humildes.

"Ele te declarou, ó homem, o que é bom e o que é que o Senhor pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus" (Miquéias 6:8).

As Escrituras deixam perfeitamente claro que não há outra maneira de caminhar com Deus. Ou andamos humildemente com nosso Deus, ou não andamos de modo nenhum com ele!

Jesus andou no meio de homens carnais e enfrentou tremendo desafio. Como poderia ele capturar seus corações para moldá-los como os servos humildes que o Pai quer? Não foi uma tarefa fácil. Ele falava freqüentemente de humildade, e mostrava em sua vida de serviço o que significa elevar os outros acima de nós mesmos. Quem poderia exemplificar melhor a humildade voluntária do que o próprio Deus, que deixou sua habitação celestial para servir e morrer pelos homens pecadores?

“Não façam nada por interesse pessoal ou por desejos tolos de receber elogios; mas sejam humildes e considerem os outros superiores a vocês mesmos.
Que ninguém procure somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros.
Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar que Cristo Jesus tinha;
Ele tinha a natureza de Deus, mas não tentou ficar igual a Deus. Pelo contrário, ele abriu mão de tudo o que era seu e tomou a natureza de servo, tornando-se assim igual aos seres humanos. E, vivendo a vida comum de um ser humano, ele foi humilde e obedeceu a Deus até a morte — morte de cruz.”(Filipenses 2:3-8)


Dois exemplos mostram como Jesus ressaltava a humildade para seus apóstolos.
O primeiro está em Mateus 18:1-4. Os apóstolos freqüentemente disputavam entre si sobre a grandeza. Dois deles uma vez foram tão ousados a ponto de pedir que fossem colocados acima de seus colegas no reino. Jesus respondeu à atitude deles chamando uma criança. Enquanto estes homens crescidos olhavam, Jesus começou a pregar: "Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se humilhar como esta criança, esse é o maior no reino dos céus" (Mateus 18:3-4).

O segundo exemplo, ainda mais tocante, é registrado em João 13:1-17. Quando se preparavam para partilhar a refeição da Páscoa, Jesus aproveitou o momento para ensinar uma lição necessária. Os apóstolos jamais esqueceriam esta noite, e Jesus não perdeu a oportunidade para ensinar. Ele pegou uma toalha e água e foi, de discípulo em discípulo, lavando seus pés. Isto era, por costume, serviço dos servos mais humildes, mas aqui o Criador do universo estava se humilhando diante de simples galileus. Quando terminou, ele voltou-se para os apóstolos e perguntou: "Compreendeis o que vos fiz? Vós me chamais o Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o sou. Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que seu senhor, nem o enviado, maior do que aquele que o enviou. Ora, se sabeis estas cousas, bem-aventurados sois se as praticardes" (João 13:12-17).



"Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós... Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará" (Tiago 4:6-10).

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Deus mudou minha vida. Jesus quebra paradigmas

Galera,

Quero agradecer a todos os que oraram pra eu conseguir um estágio. Vou continuar no mesmo lugar, mas estou de mudança para o departamento pessoal daqui! Deus é perfeito!
Bom, vamos ao post.

Ontem aconteceu algo maravilhoso comigo e vou compartilhar com vocês.

Continuando o texto da minha última postagem, cuja história está em João 4. 1-26, a partir do versículo 20 começa uma segunda parte desse encontro. A mulher contesta Jesus sobre uma lei que determinava o lugar onde se devia adorar, que era Jerusalém. Jesus, porém, diz que não importa se ela adora em Sicar ou em Jerusalém. Importa é que ela adore a Deus em espírito e em verdade. Jesus naquele momento quebrou um paradigma. Muitas pessoas em Jerusalém estavam brincando de adorar a Deus. Não o adoravam de verdade. Era praticamente injusto que os judeus tivessem o privilégio de adorar a Deus a qualquer hora e muitos desses disperdiçassem-na com sua hipocrisia, enquanto muitas pessoas, como esta mulher, queriam adorar e achavam que não podiam. Jesus, nesta passagem, quebra muitos outros paradigmas, como conversar com uma samaritana sendo ele judeu, o fato de não ter apedrejado-a sabendo que ela era adúltera, para cumprir a lei de Moisés, mas oferecendo-lha águas vivas... Jesus quebra paradigmas. Experimentei isso ontem e quero compartilhar com vocês.

Bom, como não tenho mais como ir a cultos durante a semana (pois trabalho em tempo integral e estudo de noite), procurei na internet uma palavra e acabei visitando a página da igreja Bola de Neve. Lá encontrei um link chamado "Mergulhando na Palavra", um estudo bíblico deles, e resolvi acessar. Galera, eu recomendo esse site para quem quer MESMO se empenhar em conhecer a Palavra de Deus e entender Seus maravilhosos planos para nossas vidas. Tem o material todo do estudo disponível em PDF e as aulas estão em vídeo no link "multimídia". Bom, eu assisti a primeira aula e, ao término, me emocionei muito, tendo que ir ao banheiro chorar... Irmãos, eu tive uma experiência com Deus no banheiro do meu trabalho. O que isso tem a ver com a mulher de Samaria? TUDO!

Eu já tinha essa palavra de João 4 desde domingo e ontem experimentei o que essa passagem diz. Primeiro, para quem não conhece a igreja Bola de Neve, é uma igreja muito voltada aos jovens e com uma visão voltada para missões. Para vocês terem uma noção, o púlpito (aquele lugar onde o pastor prega) é uma prancha de surf. Jesus quebra paradigmas, irmãos. Eu tive uma experiência com Deus num banheiro e através de uma igreja cujo púlpito é uma prancha de surf. Dá pra acreditar?

Tudo o que eu quero dizer é que você não precisa falar difícil, andar cheio de pompas e saber orar bonito para adorar a Deus. Nem precisa de muito mistério pra se achegar à Deus. Ele te aceita e quer você por perto do jeito que você está. Não importa se você está no altar da igreja ou no banheiro do seu trabalho. Deus é onipresente e vai te ouvir. Você só precisa aceitar, sinceramente, o fato de que Jesus morreu naquela cruz pra que você pudesse hoje ter o perdão dos seus pecados. Você só precisa dizer: "Jesus, eu reconheço seu sacrifício pelo perdão dos meus pecados. Me ajude a não pecar mais e a viver segundo a sua vontade. Amém." Se quiser entender o porque disso, recomendo a aula 1 do Mergulhando na Palavra. Se quiser acompanhar o curso inteiro, sugiro que você tire um dia de cada semana para assistir uma aula. Tendo uma aula por semana.

Espero que Deus abençoe nossas vidas cada vez mais!

Um forte abraço.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Como vencer o pecado?

Oi gente! Este post ficou um pouco comprido, mas sei que será benção para vocês. Não deixem de ler.

"Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor." (Romanos 6:23).

Às vezes costumo pensar, o que fazer para vencer o pecado? De fato temos uma natureza carnal muito forte. A bíblia diz que nosso espírito e nossa carne estão em uma luta constante. Há realmente uma luta dentro de nós, entre fazer a vontade de Deus e a vontade da nossa carne (Gálatas 5:17). Mas como vencer isso?

Primeiro passo, precisamos reconhecer os nossos erros, as nossas falhas, reconhecermos que pecamos e que precisamos de Deus, que precisamos da misericórdia dEle e de Seu perdão. Somos totalmente dependentes dEle, e sem Ele nada somos e nada podemos fazer.

"Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós." (1 João 1:8)

“Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3:23)

Porém como diz em Romanos 6:23, “o salário do pecado é a morte”. Todo aquele que comete pecado e vive na prática do pecado e não se arrepende nem reconhece os seus erros, infelizmente não entrará no Reino de Deus.

Porém o mesmo versículo diz algo mais: “o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor”. Todos pecaram, mas aquele que se arrepende dos seus pecados, e crê que Jesus é o Filho de Deus, e O aceita em sua vida, herda gratuitamente a Vida Eterna. Jesus morreu na cruz para salvar o mundo do pecado, aquele que crê em Jesus; o perdão, a misericórdia e a salvação que vem de Deus entram em sua vida. A salvação é um presente que Deus te dá, e ninguém paga por um presente ganho, você ganha, porque alguém já comprou para você, alguém já pagou o preço, e esse preço foi pago com o Sangue de Jesus.

"Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus." (1 João 3:9)

Quando aceita Jesus, você naturalmente morre para o mundo e renasce para Deus. Por isso Jesus fala que é necessário ao homem nascer de novo, porque ele precisa morrer para as coisas do mundo.

Sem querer me alongar muito, quero deixar uma das muitas experiência que Paulo nos conta através da Palavra.

"Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado. Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado." (Romanos 7:14-25)

Paulo fala exatamente do que eu estou falado, da luta que existe dentro de cada um de nós. Ele viveu isso. No texto sobre “tentação”, que o Diogo postou no blog há alguns dias, podemos ter uma idéia da força que os prazeres do mundo exercem sobre nós. No mesmo texto eu fiz um comentário, que seria muito interessante que todos vocês lêssem, pois procurei mostrar de forma simples e clara como o diabo faz para nos prender em nossos pecados.

Mais um ponto fundamental: No texto de Gálatas que eu citei lá no início, fala da luta entre nosso espírito e nossa carne. Ora, logo vemos que somos tanto constituídos de carne e também de espiríto, além da nossa alma, porém nos atentamos aos dois primeiros. Nossa natureza carnal deseja as coisas do mundo, os prazeres que destroem a nossa vida. Porém, é necessário que nosso espírito deseje as coisas de Deus. Ora, se temos duas naturezas diferentes, e entendendo que Deus nos deu o livre arbítrio e a escolha, precisamos escolher olhar as coisas com olhos espirítuais. Para ser mais claro, quando você olha algo com olhos carnais, você não vê as coisas sobrenaturais que o(a) envolve, e assim, você não consegue crer em Deus. Mas quando você olha com olhos espirituais e, enxerga o sobrenatural, você se fortifica, porque consegue ver o mover de Deus. Esse é outro ponto fundamental, olhar com olhos espirituais, obedecer ao espírito e não à carne.

Por fim meus amigos, para que possamos vencer o pecado, precisamos estar aos pés de Jesus, precisamos nos render e entregar nossa vida por completo a Ele, pois ele nos dá a força que precisamos para vencer o pecado. A oração, leitura da bíblia, e frenquentar uma igreja, para ouvir os ensinamentos de Deus e estar próximo de outros cristãos, é fundamental para estarmos mais fortes e resistentes ao pecado. Sozinhos, tudo fica muito difícil. Você deve procurar ser forte todos os dias, e mesmo que o pecado bata a sua porta, uma vez estando com Cristo, você já é mais do que vencedor, e terá um lugar preparado para você no céu.

Deus te abençoe poderosa e sobrenaturalmente!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

O Amor: A chave para Herdar a Vida Eterna

Lucas 10:25-28
E eis que certo homem, intérprete da Lei, se levantou com o intuito de pôr Jesus à prova e disse-lhe: Mestre, que farei para herdar a vida eterna?Então, Jesus lhe perguntou: Que está escrito na Lei? Como interpretas?A isto ele respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.Então, Jesus lhe disse: Respondeste corretamente; faze isto e viverás.
Mateus 22:37-39

Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.Este é o grande e primeiro mandamento.O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

Amar a Deus e ao próximo podem ser tópicos interessantes para conversa, mas a intenção é que sejam mandamentos para serem obedecidos, e não filosofias a debater. O intérprete da Lei preferiu falar sobre como receber a vida eterna; Jesus lhe ordenou que fizesse o que era necessário para obtê-la
Considere estes dois mandamentos cuidadosamente: Amar a Deus e ao teu próximo. Os próximos parágrafos em Lucas ilustram o que cada mandamento significa. Para explicar o que significa amar o próximo, Jesus contou a parábola do bom samaritano. Para exemplificar a idéia de amar a Deus, Lucas contou a história da visita de Jesus à casa de Marta e Maria.

Amar o teu próximo

A parábola do bom samaritano (Lucas 10:30-37) é um dos mais conhecidos ensinamentos de Jesus. A história apresenta quatro tipos de personagens: O homem que foi roubado, os assaltantes, um sacerdote e um levita e o samaritano.
O que tornou o samaritano diferente? Ele teve compaixão pelo homem ferido. Os outros estavam tão absorvidos consigo mesmos que realmente não se interessaram por ele, mas quando o samaritano viu a vítima, ele teve compaixão, parou e fez o que pôde.
Jesus perguntou ao intérprete da Lei qual deles tinha se mostrado ser o próximo do homem ferido. Ele respondeu corretamente que foi aquele que o tinha socorrido. O homem tinha aprendido que a identidade de nosso próximo não depende de lugar ou raça, mas que todo aquele que necessita de nossa ajuda é nosso próximo. De novo, Jesus ordenou ao homem: "Vai e procede tu de igual modo" (Lucas 10:37). O amor precisa ser praticado, não admirado.

O amor vê aqueles que têm problemas --físicos ou espirituais-- e sente compaixão por eles. Muitas pessoas estão muito absorvidas consigo mesmas para se preocuparem com os outros e suas dificuldades. Para amar como o samaritano amou, precisamos esquecer de nós mesmos e nos comovermos com o sofrimento dos outros. Jesus viu as multidões como ovelhas sem pastor e sentiu compaixão por elas, ainda que ele estivesse exausto (Marcos 6:34). Ele partilhou ansioso a água viva com uma mulher imoral, deixando de lado sua própria fome, sede e fadiga (João 4:1-42). O amor aceita riscos para ajudar os outros. Algumas vezes o maior risco que tememos é a rejeição. Se outras pessoas desprezarem nossas tentativas para ajudá-las, sentiríamos feridos.

Observação: Trecho da postagem do Gabriel de ontem.

“Galera, quantas vezes você julgou alguém que chegou à igreja, ou até na rua mesmo, na escola, na faculdade e no trabalho e, em vez de oferecer-lhes águas vivas, apedrejou-a com seu preconceito?”

Esse trecho retrata bem o que eu estou falando. Nós devemos oferecer amor ao próximo, não podemos julgar ninguém, não podemos apedrejar, até porque não somos melhores do que ninguém, somos todos iguais, devemos oferecer amor, como ordena nosso Senhor.

Amar a Deus

A visita de Jesus à casa de Marta e Maria ilustra o verdadeiro significado de amar a Deus:

Lucas 10:38-42
Indo eles de caminho, entrou Jesus num povoado. E certa mulher, chamada Marta, hospedou-o na sua casa. Tinha ela uma irmã, chamada Maria, e esta quedava-se assentada aos pés do Senhor a ouvir-lhe os ensinamentos. Marta agitava-se de um lado para outro, ocupada em muitos serviços. Então, se aproximou de Jesus e disse: Senhor, não te importas de que minha irmã tenha deixado que eu fique a servir sozinha? Ordena-lhe, pois, que venha ajudar-me. Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.

Marta era uma boa senhora. Ela recebeu bem Jesus em sua casa. Ela estava ansiosa por sentar-se e ouvir o Senhor, como sua irmã Maria estava fazendo, mas os serviços a deixaram sem tempo para fazer isso. Ela ficou irada porque sua irmã não a estava ajudando. Jesus apontou o problema dela: estava inquieta e preocupada com muitas coisas. Maria, em contraste, sentou-se aos pés de Jesus, ouvindo-o. Havia uma refeição para ser preparada, talvez uma casa para ser limpa, mas Maria escolheu passar o seu tempo com seu Senhor. Tanto Maria como Marta tinham algum amor por Jesus. Mas Maria era aquela que amava a Jesus com "todo" o seu coração, com "toda" a sua alma, com "toda" a sua força, e com "todo" o seu entendimento. Amar assim a Cristo significa escolher buscar as prioridades espirituais, mesmo se isso significar fazer outras coisas não tão bem, ou mesmo não fazê-las.

Maria escolheu a boa parte e essa escolha demonstrou seu amor por Jesus. Nossas escolhas sempre demonstram o que amamos. O que escolheremos? Algumas pessoas escolhem o urgente em vez do importante, fazendo as coisas que precisam ser feitas imediatamente em vez das coisas que são muito mais valiosas a longo prazo.Uma vez que muitas tarefas espirituais (coisas como orar e estudar) podem ser feitas a qualquer tempo, elas tendem a ser postas de lado enquanto nos concentramos em atividades com limite de tempo. Alguns escolhem as coisas que são visíveis em vez das coisas que as pessoas não podem ver. Uma vez que as atividades espirituais não são percebidas pelos outros, elas podem ser facilmente negligenciadas. Marta recebeu bem a Cristo, porém não escolheu a boa parte. Tinha tantas outras coisas que a sobrecarregavam e preocupavam que não teve tempo para sentar-se e ouvir Jesus. O tempo que gastamos com Jesus é um sinal de quanto o amamos.

O amor é a chave para herdar a vida eterna. Amamos a Deus? Amamos nosso próximo?

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

A experiência

Bom dia, galera.

Quero pedir desculpas, pois não consegui postar sexta-feira. Fico devendo uma.

Bom, como eu tinha dito na última postagem, eu iria postar sobre pecado, mas neste fim de semana aconteceu algo que me deixou extasiado e gostaria de compartilhar com vocês. Deixa a palavra sobre pecado pra outro dia.

Ontem eu estava num estudo da minha igreja e lemos a história de uma mulher de Samaria. Vou resumir pra vocês. A história na íntegra está em João 4. 1-26.

Jesus estava viajando e precisava passar por Sicar, uma cidade de Samaria. Lá Jesus, cansado da viagem, sentou-se ao lado de um poço enquanto seus discípulos compravam comida. Por volta das seis horas, apareceu uma mulher para tirar água do poço e Jesus lhe pediu água. Bom, a questão é que Jesus era judeu e a mulher era samaritana e esses dois povos não se comunicavam entre si. A mulher contestou a atitude de Jesus e este lhe respondeu assim: "Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva". A mulher, aparentemente sem entender direito sobre o que Jesus tinha dito, perguntou como Jesus faria pra tirar essa água do poço e Jesus respondeu: "Qualquer que beber desta água tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna." Então a mulher pediu para Jesus lhe dar dessa água, para que ela nunca mais torne a ter sede. Jesus pediu a ela que trouxesse o marido dela para que ele recebesse dessa água também e é aí onde eu quero chegar. A mulher respondeu que não tinha marido. Jesus respondeu: "Disseste bem: Não tenho marido, porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido". A mulher era adúltera. Ela era amante do cara! E a melhor parte: JESUS SABIA!

Galera, quantas vezes você julgou alguém que chegou à igreja, ou até na rua mesmo, na escola, na faculdade e no trabalho e, em vez de oferecer-lhes águas vivas, apedrejou-a com seu preconceito?
Você sabe o que acontecia com as mulheres prostitutas e adúlteras naquela época e naquela região? Elas eram apedrejadas!
Quantas vezes você disse que quer ser parecido com Jesus, pediu: "Dá-me um coração igual ao Teu, meu Mestre"? Jesus não condenou aquela mulher. Jesus a amou com amor fraterno e ofereceu-lhe a salvação.

Quem quer ser parecido com Jesus deve amar ao próximo como a si mesmo. Você acha que o Fernandinho Beira-mar merece morrer? Bush? Os moradores de rua? Assaltantes? Não. Eles merecem conhecer a Jesus. Merecem beber das águas vivas de Jesus e Ele quer que VOCÊ ofereça-lhes essas águas!

Bom, vou terminando para não ficar muito grande o post de hoje.

Espero ter abençoado a vida de todos vocês e espero que tenhamos todos aprendido com Jesus.

Continuo o texto no próximo post.

Um forte abraço.

domingo, 16 de agosto de 2009

Por que pedimos e não recebemos?

“Se quiserdes, e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.” (Isaías 1:19)

Na bíblia podemos encontrar várias palavras de bênçãos para nossa vida. Nosso Deus é um Deus de promessas, e Ele nunca deixou de abençoar um filho Seu. Tendo em vista estas coisas, porque será que às vezes pedimos tanto alguma coisa, desejamos tanto algo, mas não recebemos?

Por dois motivos importantes que vocês vão ver agora. Ou porque pedimos mal, ou porque não estamos preparados para receber (que é o mais frequente, pois depende de toda uma relação com Deus e com as coisas de Deus, ou seja, nossa vida cristã, nosso testemunho).

Em Tiago, capítulo 4, versículo 3, podemos ler:
“Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres.” (Tiago 4:3)

Quando pedimos algo a Deus, uma das coisas que Ele observa é o porquê estamos pedindo aquilo, para que, com qual objetivo. Muitas vezes pedimos coisas para nos satisfazermos, coisas que saciem nosso ego, principalmente quando se tratam de coisas materiais. Será que você já pediu algo a Deus como fez o salmista?

“Uma coisa peço ao SENHOR, e a buscarei: que eu possa morar na Casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do SENHOR e meditar no seu templo.” (Salmos 27:4)

Realmente às vezes pedimos mal as coisas, e vendo Deus que aquilo não será bom para nós, Ele acaba não nos dando, porque para podermos comer o melhor desta terra, precisamos ouvir a voz do Senhor. Além do mais, aquilo que às vezes achamos melhor para nós, pode não ser, e Deus certamente sabe o que nos é melhor (Provérbios 16:1).

Outra coisa que nos impede de sermos abençoados são nossos pecados. Viver uma vida integra e em fidelidade absoluta com Deus é fundamental para que alcancemos o melhor dEle.

“Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito” (João 15:7)

“e aquilo que pedimos dele receberemos, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos diante dele o que lhe é agradável.” (1João 3:22)


É promessa de Deus. Se você está caminhando segundo os passos de Jesus, certamente Deus concederá o que você necessita. Mais ainda, importa que tudo você peça sempre em nome de Jesus.

“Até agora nada tendes pedido em meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa.” (João 16:24)

“E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, afim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei. Se me amais, guardareis os meus mandamentos.” (João 14:13-15)


Outra coisa importante é pedir com fé.

“e tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis.” (Mateus 21:22)

“Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa;” (Tiago 1:5-7)

Tudo o que vocês têm, foi Deus quem lhes deu. Agradeçam sempre ao Senhor por cada coisa que vocês têm, porque é Deus quem vos dá.

“Respondeu João: O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada.” (João 3:27)

“Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, a ele seja a glória, na Igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém.” (Efésios 3:20-21)


Peça sempre a Deus com sabedoria, com fé, orando em nome de Jesus. Se firme cada dia mais nos caminhos do Senhor. Você precisa estar preparado para receber. Enquanto você não se preparar, Deus não lhe dará sua benção, por isso às vezes você acha que Deus demora. Deus faz tudo certo, se a benção ainda não chegou, é porque você ainda não está preparado(a) para ela.

“Por isso, vos digo: Pedi e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á.” (Lucas 11:9-10)

Não deixe de buscar a Deus. Creia sempre nas promessas de benção para sua vida. Permaneça firme, e quando você estiver pronto, Deus lhe dará a sua benção. Não pense que Ele demora em lhe dar. Deus apenas espera que você fique pronto para receber. A sua benção já está preparada, e Deus quer dar a você. Se prepare, endireite-se diante de Deus, fortaleça o seu compromisso com Ele, que sua benção chegará.

“mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.” (1Coríntios 2:9)

Deus te abençoe no tempo certo. Prepare-se para receber!

sábado, 15 de agosto de 2009

A VERDADEIRA SALVAÇÃO

SALVAÇÃO É UM DOM GRATUITO !

Deus o ama e deseja que você saiba que a salvação não é pelas obras, é um dom. O caminho da salvação provido por Deus é receber a Cristo pessoalmente, confiando nele somente para nos salvar.
Romanos 6:23: "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor." Não podemos fazer-nos "dignos" da graça de Deus. Salvação é um dom gratuito ao indigno, ao que não merece, e todos nós estamos nesta categoria. "Cristo morreu pelos ímpios" Romanos 5:6. Efésios 2:8, 9: "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie."

NECESSITAMOS DE UMA NOVA NATUREZA !

Deus o ama e deseja que você saiba que há somente um caminho para a salvação, e esse é mediante o nascer de novo. João 3:7: "Importa-vos nascer de novo." João 1:12 diz-nos como. "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber: aos que crêem no seu nome." Aceitar a Jesus é a única maneira de nascer de novo. Não somos filhos de Deus por natureza. Devemos receber a Cristo a fim de nos tornarmos filhos de Deus.
Somente Jesus pode limpar os nossos pecados e mudar nossa natureza; Jesus tomou nosso lugar e derramou seu sangue a fim de nos lavar os pecados. Quantia alguma de "boas obras" pode lavar um único pecado ou trocar nossa natureza.
Salvação ocorre quando clamamos a Jesus, crendo, para nos salvar. Então ele entra em nossa vida e nos tornamos filhos de Deus com uma nova natureza. Embora a salvação não seja pelas obras, a salvação verdadeira sempre produz mudança de vida. Cristo entra mediante convite pessoal, como Senhor e Salvador para mudar nossa vida e viver sua vida por intermédio de nós.

A SALVAÇÃO É INSTANTÂNEA !

Deus o ama e deseja que você saiba que a salvação é instantânea. No momento em que nos arrependemos, que deixamos nossos pecados e nos voltamos para Jesus, ele nos salva. Cristo disse ao ladrão não batizado e não salvo, na cruz: "Hoje estarás comigo no paraíso" -- Lucas 23:43. Jesus garantiu a salvação de uma prostituta: "A tua fé te salvou; vai-te em paz". Salvação instantânea!
A salvação inclui o aceitar a Jesus Cristo como Senhor e Salvador. Envolve a crença de coração. Romanos 10:9: "Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos serás salvo."

A SALVAÇÃO É SIMPLES !

Deus o ama e deseja que você saiba que a salvação é simples. Romanos 10:13: "Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor, será salvo." "O sangue de Jesus, nos purifica de todo pecado" -- 1 João 1:7. Devemos, pessoalmente e com fé, clamar a Jesus para nos salvar. É assim que o recebemos. Se clamarmos assim, ele deve salvar-nos, ou Deus estaria mentindo, e Deus não pode mentir. Se Jesus nos amou a ponto de morrer para nos salvar, iria nos desapontar quando invocássemos o seu nome? É claro que não! Deus o ama e deseja que você seja salvo.

A SALVAÇÃO É CERTA !

A pessoa pode saber que é salva não simplesmente pelo sentimento, mas porque a Palavra de Deus o afirma! Decore João 3:36: "Quem crê no Filho tem a vida eterna." O que é que você tem neste instante, segundo a Palavra de Deus? Para onde você iria se morresse neste instante, segundo a Palavra de Deus?
1 João 5:13: "Estas cousas vos escrevi a fim de saberdes que tendes a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do Filho de Deus."

SALVAÇÃO É CRER !

Escolha crer em Cristo e Ele lhe provará Sua realidade à medida que você der o passo da fé, crendo que Ele cumpriu Sua palavra e o salvou. Ele o salvará instantaneamente e o levará aos céus.
A realidade de sua salvação mostrar-se-á em sua reação de amor em obediência ao seguir a Jesus Cristo. João 14:23: "Se alguém me ama, guardará a minha palavra." Se você realmente foi salvo, você obedecerá! Entre outras coisas, isto significa que você sairá da frieza espiritual e seguirá ao Cristo bíblico! A salvação verdadeira produz boas obras e obediência a Cristo. Trabalhar pela salvação mostra incredulidade na suficiência de Jesus Cristo para nos salvar. Entretanto, a salvação verdadeira e a verdadeira fé, sempre produzem boas obras! Tiago 2:20: "Queres, pois, ficar certo, ó homem insensato, de que a fé sem as obras é inoperante?"
Macieiras produzem maçãs. Os cristãos verdadeiros produzem boas obras. As maçãs são produtos da árvore e provam que é uma macieira. Mas já era macieira antes de produzir maçãs. Da mesma forma, as boas obras nunca produzem um cristão; meramente provam que essa pessoa é cristã. De acordo com 2 Coríntios 5:17: "E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura: as cousas antigas já passaram; eis que se fizeram novas." Devemos ter a salvação a fim de demonstrá-la.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

VEM E NÃO PARES MAIS.

“Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras. E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava. E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isto, redargüidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.” (João 8:1-11)

Na vida a pressão em não errar está sempre sobre nós. Mas quando você erra, sempre aparece um para te acusar. Você pode buscar fazer tudo certo, mas basta um erro para você ser criticado. É assim no trabalho, em casa, com os “amigos”. Infelizmente a acusação é uma característica da carne do ser humano que é facilmente manipulada pelo diabo.

Maria quando estava sendo acusada acabou sendo levada direto para Jesus. É assim com a gente também. Quando estamos sozinhos, sem ninguém, toda uma situação contrária nos faz estar mais perto de Deus, pois Ele é o refúgio para nossa vida.

É muito interessante ver que os próprios acusadores de Maria, na tentativa de testar Jesus e também de matá-la, acabaram levando-a para a solução dos problemas dela. Jesus venceu aqueles acusadores sem precisar usar força física, mas o poder e a glória que pairam sobre Ele salvaram aquela mulher.

Mais que ter sido salva de uma morte física, Maria também pôde ter o privilégio, que só os que se achegam a Jesus alcançam, que é a Vida Eterna.

Jesus não acusou Maria como todos fizeram, pelo contrário, Ele a perdoou e lhe disse algo importantíssimo, “VAI E NÃO PEQUES MAIS”. O que tinha deixado ela naquela situação eram os seus pecados, e Jesus disse simplesmente o que ela precisava ouvir.

Talvez você passe por situações de acusação, talvez as pessoas não te dêem mais valor, talvez não acreditem mais em você, porém existe Um que te acolhe, perdoa seus pecados, e ainda te ensina o caminho em que deve seguir. Ele te diz exatamente o que você precisa ouvir.

“e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:32)

Maria estava presa aos seus pecados, estava presa a uma vida de derrota, estava presa aos seus acusadores, estava presa aos seus dilemas e aos preconceitos que a cercavam, estava presa à sua própria consciência. Mas Jesus a libertou.

Creia em Deus. Se você ainda não esteve na presença de Jesus, se ainda não teve um encontro real com Ele, essa pode ser a chance que você precisa para também ser liberto das coisas que o tem prendido. Só Jesus pode mudar a vida de um homem. Aceite Ele como seu Senhor e Salvador, e o seu caminhar será totalmente transformado, assim como foi o de Maria depois de ter aquele encontro com Jesus.

Aproveite e entre em contato com a gente clicando em “FALE CONOSCO”. Você pode nos mandar um e-mail ou nos adicionar no Orkut. Queremos muito conhecer e conversar com você.

Deus te abençoe poderosamente. VEM E NÃO PARES MAIS DE CONHECER JESUS.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Tentação

Quantas vezes você é tentado por dia? São inúmeras às vezes, mas o que interessa é: Quantas vezes você cede? Quantas vezes você fere o coração do Pai?
Todos nós temos uma propensão para o pecado por causa de nossa natureza pecaminosa. Só conseguimos resistir através da ação do Espírito Santo nas nossas vidas. Se não aprendermos a ter temor a Deus desde cedo, as tentações do mundo nos envolvem de tal maneira que não conseguimos discernir entre o que é bom e o que é mal. Satanás é muito perspicaz. Por isso costuma camuflar o pecado para tentar esconder o seu verdadeiro poder destrutivo, apresentando-o de forma sedutora e atraente.
As tentações podem vir do tentador (Gn 3) ou de dentro do ser humano (Tg 1,14-15). Não podemos ceder à elas, devemos ser como Jesus, que foi tentado e venceu, podendo, por isso, socorrer os que são tentados (Hb 4,15).
.
"As tentações que vocês tem de enfrentar são as mesmas que os outros enfrentam; mas Deus cumpre a sua promessa e não deixará que vocês sofram tentações que vocês não tem força para suportar. Quando uma tentação vier, Deus dará força para você suportá-la, e assim você poderá sair dela."(1Co 10.13)

Ninguém é tentado acima das suas forças, mas n
ão tente vencer pela força de seu braço, peça sempre a ajuda de Deus.
Um exemplo bíblico é o exemplo de Eva que em vez de se voltar para Deus, ela confiou em sua própria força e sabedoria. Lembre-se de que você não é forte o suficiente para resistir sozinho a todas as tentações. Quando se sentir tentado, ore pedindo ajuda a Deus.
Satanás nos tenta naquilo em que somos fracos, mas Deus é contigo, ou melhor, conosco!
Nós podemos vencer!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

O amor

Data: 11.08.2009
Texto: Romanos 8. 1-6
Tema: O pecado e o perdão

Aplicação prática

- Promessa: Não haverá condenação.

- Condição: Andar em Cristo Jesus, não andando segundo a carne, mas segundo o Espírito.

- Revelação do caráter de Deus: Perdoador, que esquece os pecados e perdoa de verdade, não nos condenando mais pelo nosso passado.

- Aplicação prática: Não devo me preocupar com meus pecados do passado. Devo pedir perdão por cada um deles e depois disso, devo me comportar como Deus quer que eu me comporte, isto é, segundo a Palavra d'Ele.


Meus queridos irmãos, estava ansioso pra compartilhar esta meditação com vocês. Aconselho também o texto da minha meditação de ontem, que é Romanos 8. 31-39, que complementa esta.

Neste texto, a Palavra diz que Deus condena o pecado, mas que a Lei do Espírito de vida, trazida a nós através de Jesus, nos livra da lei do pecado e da morte. Diz também que Jesus morreu para que não andássemos mais segundo a lei do pecado, para que não andássemos em direção à morte, pois "o salário do pecado é a morte" (Romanos 6.23), mas nas coisas do Espírito, que trazem vida e paz.

Deus nos dá acesso ao perdão. Esse acesso é Jesus. É ele quem intercede por nós diante de Deus. Não é Maria, nem Jorge, nem Pedro, Antônio ou Judas Tadeu. É Jesus. Uma vez perdoados, estamos livres desses pecados e devemos andar segundo as leis do Espírito, que é a Bíblia. Deus não nos condena mais. Não há mais condenação para aqueles que andam segundo o Espírito. Você sabe por quê?

Porque Deus nos ama e nada (repito: NA-DA!) poderá nos separar desse amor. em Romanos 8. 31-39 diz isso: Quem pode nos condenar, se Cristo, que foi quem morreu por nós, é justamente aquele que intercede por nós? Diz também que estamos diariamente expostos ao pecado, mas quem anda no Espírito é mais que vencedor, porque Ele nos amou, e nada pode nos separar desse amor! Isso é maravilhoso, meus queridos!

Eu vou deixar essa meditação para sexta-feira para que o post não fique muito longo.

Peço que orem por mim, pois estou a procura de outro estágio e está bem complicado de conseguir, mas eu sou mais que vencedor e Deus me dará o melhor!

E divulguem o blog!

Um forte abraço a todos!

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Olhe para seu futuro. O que você vê?

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16)



É constrangedor para mim, tentar imaginar a intensidade do amor que Deus tem pela minha vida e pela tua, tendo sido capaz de entregar o seu único Filho para morrer em nosso lugar, levando sobre Ele os nossos pecados.

Será que constantemente nós nos lembramos disso? Que Jesus morreu por mim e por você.

Aproveitando mais uma vez a data do dia dos pais, estive refletindo. Qual pai seria capaz de dar seu único filho em troca de uma pessoa cheia de pecados, erros, falhas? Deus foi capaz de dar seu Filho perfeito em troca de uma humanidade inteira de imperfeitos.

O pecado é como uma dívida que você faz com o diabo quando peca. Conforme você vai pecando, essa dívida vai aumentando, e o preço que satanás cobra, é a sua alma. Porém Cristo é o nosso fiador. Ele é aquele que pagou todas as nossas dívidas do pecado. Mas para que isso se cumpra você precisa crer e seguir a Cristo.

Creio que às vezes nos falta lembrar como Jesus sofreu naquela cruz por cada um de nós. Fico imaginando cada dor que Ele sentiu, cada soco, ponta-pé, chicotada, cusparada, humilhação, aqueles espinhos sendo enterrados em sua testa, seus braços e pés sendo pregados em uma cruz, cada um desses, tiveram um pecado meu ali.

Na noite em que me converti, lembro-me que chorava muito, e só conseguia imaginar Jesus pagando cada pecado meu lá na cruz. Eu só pedia perdão, e perdão, e perdão...
Eu já ia à igreja há um bom tempo, mas ainda não tinha decidido viver uma vida nos caminhos do Senhor.

Hoje tenho 21 anos e creio que muitos ainda pela frente e sei qual caminho quero seguir, por mais difícil que às vezes seja. E você, como vai prosseguir com sua vida? Talvez você ainda tenha mais uns 40, 50, 60 anos pela frente, talvez menos. Você viverá esses anos em pecado? Errando? Ou você deseja viver uma vida em santidade com Deus. Como você vai aproveitar os anos que lhes restam de hoje em diante? Como você vai estar daqui a 10 anos? Onde você vai estar daqui a 20 anos? Difícil de responder não é?

Mas você tem o poder de tomar essa decisão. Jesus sofreu para um dia lhe dar a oportunidade de escolha. A partir do momento em que você aceita ter uma vida nos caminhos do Senhor, toda a sua dívida é declarada paga. Para isso serviu a morte de Cristo. Porém nosso Deus vive, Jesus ressuscitou e está vivo. Aleluia!

Não se esqueça do sacrifício de Cristo. Sempre que o pecado bater a sua porta, e você sabe que está prestes a errar, lembre-se que esse pecado vai ser mais uma farpa no corpo de Jesus.

Olhe para seu futuro e busque uma vida em santidade daqui para frente.

Deus te abençoe abundantemente.

domingo, 9 de agosto de 2009

Apenas ir à igreja não basta!

Algumas pessoas pensam: "Eu vou à igreja, isso me basta!" Quem pensa assim em geral são aqueles que estão satisfeitos com a pregação de domingo.

Algumas dessas pessoas (que em sua grande maioria são jovens) gostariam muito de apagar a divisa entre o mundo e o discipulado de Jesus.
Elas geralmente se deixam levar por certos costumes pecaminosos do mundo, envolvendo-se com más amizades durante a semana, seja no trabalho ou na faculdade.
Neste instante pode surgir uma pergunta: Mas não se pode mais aproveitar a vida?
Essas pessoas que se envolvem com o mundo e com as coisas de Deus são chamadas de mornas, como foi chamada a igreja de Laodicéia.

Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frios ou quentes!
Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.
Ap 3:15-16

Devemos nos envolver mais com as coisas de Deus e esquecer as coisas do mundo, devemos participar de ministérios, evangelizar, carregar caixas de som(rsrs), e etc.. É isso que Deus quer pra nós, ele não quer ver seus filhos sentados no banco apenas como espectadores, ele quer ver seus filhos participando da obra.

Por dois anos e meio estive afastado do ministério que Deus me deu, mas continuei indo à igreja como espectador, isso de nada edificou minha vida, pois não estava participando da obra de Deus, não estava acumulando riquezas no céu.
Sofri com influências na escola e domingo era o dia de me “redimir” com Deus. Não é isso que Deus quer, ele quer que levemos a palavra dele para pessoas que precisam, e em vez disso, acabei sendo influenciado, pois não estava firme na igreja, não estava sendo participativo na obra, estava vulnerável, e acabei caindo. Além disso, eu também estava enterrando um talento que Deus me deu. Mas Deus foi misericordioso comigo e me renovou, hoje estou de volta ao meu ministério e estou com fome e sede de Deus. Não tem coisa mais maravilhosa do que isso.


Aquele que de fato ama a Cristo e está ao seu lado não pode correr atrás do mundo. Estamos no mundo, mas não somos deste mundo. Jesus Cristo é o conteúdo e alvo de toda a nossa vida. Por isso, Ele nos separa de tudo que possa nos impedir de seguir em direção a ele.

sábado, 8 de agosto de 2009

Meu Filho

Eu lhe dei a vida, mas não posso vivê-la por você.
Posso ensinar-lhe muitas coisas, mas não posso fazer com que aprenda.
Posso ensinar-lhe o caminho, mas não posso estar lá para indicar-lhe.
Posso dar-lhe liberdade, mas não posso ser responsável por ela.

Posso levá-lo à Igreja, mas não posso fazer com creia em Deus.
Posso ensinar-lhe a distinguir entre certo e errado, mas não posso decidir por você.
Posso comprar-lhe roupas lindas, mas não posso fazer com que fique bem nelas.
Posso oferecer-lhe um conselho, mas não posso aceitá-lo por você.

Posso dar-lhe amor, mas não posso forçá-los a amar.
Posso ensinar-lhe como ser bom, mas não posso forçá-lo a ser bom.
Posso avisá-lo sobre seus amigos, mas não posso escolhê-los por você.
Posso contar-lhe sobre fatos da vida, mas não posso construir a sua própria reputação.

Posso avisar-lhe sobre o mal que a bebida acarreta, mas não posso dizer não por você.
Posso avisá-lo sobre as drogas, mas não posso impedi-lo de usá-las.
Posso falar-lhe sobre metas a serem alcançadas, mas não posso alcançá-las por você.
Agora é sua vez de agir.

Fonte: Pais e mães do “Amor Exigente”


Desculpem pela demora na postagem de hoje. Tivemos alguns imprevistos.
Mas vamos falar do que interessa.
Como amanhã é Dias Dos Pais, quis deixar esse texto em homenagem a todos os pais que visitarem o nosso blog.

Porém mais que uma simples homenagem aos pais, esse texto também nos faz refletir um pouco sobre a relação “pai e filho”.
Pois lendo esse texto, pude sentir que Deus, nosso maior Pai, muitas vezes também é assim conosco. Ele está sempre nos ensinando, porém depende de nós aprendermos.
Ele nos ama sempre, porém depende de nós retribuirmos esse amor. Deus não te força a nada, pelo contrário, Ele lhe dá o livre arbítrio. Deus te mostra o caminho, mas é você quem precisa passar por ele.

Quero deixar alguns versículos para que vocês venham refletir.

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João 14:6)

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas. (
1 Coríntios 6:12)

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. (
1 Coríntios 10:23)

Que você saiba escolher as boas coisas e os bons caminhos. Que você possa se achar na presença do melhor Pai de todos e viver uma vida transformada.

Feliz Dia Dos Pais. Que o Senhor possa abençoar ricamente a vida de cada um.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

O Plano da Salvação

- Pecado: "Porque todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Romanos 3.23)

- Sangue: "Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus" (Romanos 3.24-25)
"Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça" (Efésios 1.7)

- Batismo: "a qual, figurando o batismo, agora também vos salva, não sendo a remoção da imundícia da carne, mas a indagação de uma boa consciência para com Deus, por meio da ressurreição de Jesus Cristo" (I Pedro 3.21)
"E percorreu toda a terra ao redor do Jordão, pregando o batismo de arrependimento, para o perdão dos pecados" (Lucas 3.3)

- Purificação: "Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente, pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente." (I Pedro 1.22-23)

- Crescimento: "Despojando-vos, portanto, de toda maldade e dolo, de hipocrisias e invejas e de toda sorte de maledicências, desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação" (I Pedro 2.1-2)

- Céu: "Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo. Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram." (Apocalipse 21.2-4)

Galera, bom dia!

Estou muito agitado, pois finalmente é sexta-feira (risos) e estou postando no blog!

Bom, naquele dia no qual eu arrumava umas gavetas, encontrei também uma antiga bíblia minha onde, dentro, havia umas folhinhas entituladas "Argumentos para evangelismo pessoal", onde constavam versículos que respondiam às mais frequentes perguntas feitas em evangelismos corpo-a-corpo. Lá, encontrei esse plano da salvação e gostaria de compartilhar algumas coisas com vocês.

Primeiramente, TODOS PECARAM E CARECEM DA GLÓRIA DE DEUS.
Eu tinha o costume de pensar, quando me convidavam pra ir à igreja na época em que eu estava afastado, que a igreja não era lugar pra mim, pois as pessoas se denominavam perfeitas e santas e eu não era como eles, mas eu li um livro entitulado "Proibida a entrada de pessoas perfeitas" (John Burke - Editora Vida/2006) onde aprendi que Deus nos aceita como somos e como estamos. A igreja é um local de cura, libertação, salvação (Se não for, deveria ser). Aqueles que se denominam santos, perfeitos, também carecem da Glória de Deus. Ninguém é autosuficiente, nem chega ao céu sem Deus, e é sobre isso que eu vou falar.

Para toda promessa há uma condição. TODOS FOMOS JUSTIFICADOS PELA GRAÇA E REDIMIDOS ATRAVÉS DO SANGUE! O melhor: GRATUITAMENTE. Mas, como toda promessa, há uma condição. A condição para a propiciação dos nossos pecados é a fé no sangue de Cristo. É reconhecer e aceitar o fato de que Jesus morreu para te salvar. É o que chamamos de "aceitar a Jesus como seu Senhor e Salvador". É através disso que recebemos o perdão pelos nossos pecados. É assim que somos libertos e é através desse sangue que podemos começar a andar com Deus e sermos abençoados. Nesse texto, há uma revelação do caráter de Deus. Um Deus misericordioso, pois no nosso tempo de pecados, Deus era paciente. Deus tinha misericórdia da nossa vida e "esperou" o momento de reconhecermos nossos erros e aceitar o sacrifício que Ele fez, o Seu próprio filho, para que tivéssemos chance de sermos perdoados dos nossos pecados.

Após o sangue, vem um simbolismo muito conhecido por todos nós. O batismo. No texto supracitado, diz-se que o batismo não remove a imundícia da carne. O batismo é um simbolismo. Paulo (no segundo texto) pregava o batismo de arrependimento pois A ÚNICA FORMA DE PERDÃO DOS PECADOS ERA, E É, O ARREPENDIMENTO E A ACEITAÇÃO DO FATO DA MORTE E RESSURREIÇÃO DE JESUS NA CRUZ, visto que ele o fez justamente para a remissão dos pecados. Paulo era missionário. Não havia tempo para as pessoas se arrependerem e esperarem para serem batizadas. O simbolismo da confirmação, ou até mesmo oficialização, do arrependimento e da vontade de seguir a Cristo era feita quase que simultaneamente com o arrependimento. Irmãos, não há um tempo pré-definido entre o arrependimento e a salvação. A partir do momento em que você assume que Jesus morreu por você e que você se arrepende dos seus pecados, pede perdão e aceita que Jesus o ajude a não pecar mais, você já está perdoado. Já está salvo! O batismo é um simbolismo. O batismo não vai te salvar. O que te salva é a aceitação da morte e ressurreição de Cristo.

A purificação é parte do processo. Por isso a igreja é um lugar de cura. É um lugar para você. Se todos pecaram e carecem da Glória de Deus, é porque todos temos defeitos e necessitamos de purificação. A purificação da nossa alma acontece ao conhecermos a Palavra e ao seguirmos a mesma, isto é, quando conhecemos e obedecemos a bíblia. Mas, por que devemos ser purificados? Porque fomos gerados de Deus e devemos honrar nossa herança. Viemos de Deus, fazemos parte do Corpo de Cristo, que é a Igreja, sendo, portanto, gerados de semente incorruptível. É aqui que acontece o que chamamos de "aumentar o seu galardão no céu". O galardão é a recompensa pelas suas obras na Terra. É aqui que Deus vai avaliar as suas obras. Obviamente (lembre-se de que Deus é justo), que uma pessoa que trabalhou com sinceridade para a obra de Deus a vida inteira não receberá a mesma recompensa de uma pessoa que aceitou a Jesus nos últimos minutos antes da morte. Não seria justo. o GALARDÃO do primeiro será muito maior. As pessoas costumam ter uma imagem de crente careta, pastor ladrão, etc citando alguns exemplos que cristãos que não seguem a Palavra de Deus. Essas pessoas não honram a herança que têm, embora devessem fazê-lo. A purificação vem com o tempo. Vem com o estudo, a análise da Palavra e a obediência ao que nela consta. É como um hospital. Você vai, descobre o problema e trata em casa. Com a igreja também é assim. Também não adianta você achar que apenas na igreja que você vai ser tratado. A purificação é um processo diário. Claro que também existem pessoas que estão tão doentes que necessitam de uma espécie de UTI (risos), mas chega dessa metáfora, acho que vocês já entenderam. (Meu post vai ficar do tamanho do último post do Bruno. ( :S ) (risos)

Depois de ter se limpado, é hora de crescer no relacionamento com Deus. O crescimento espiritual, do meu ponto de vista, é fruto da fase de purificação, pois o leite espiritual é o crescimento da sua intimidade com Deus. Conforme você estuda a Palavra, busca a Deus e obedece à Sua Palavra, você está alimentando a sua intimidade com Deus. O crescimento começa com o conhecimento, depois se dá pela busca pelas experiências com Deus e se torna efetivo quando você tem experiências. "Desejai o leite espiritual" significa "BUSQUE INTIMIDADE COM DEUS." Isso resultará em experiências com Ele. Por isso é importante não se limpar sempre, mas manter-se limpo. Se você peca e pede perdão, peca e pede perdão, e assim sucessivamente, você empaca na fase da purificação, logo, não cresce.

O céu é a melhor parte. (risos)
Você consegue se imaginar morando com Deus? Numa Terra sem mortes, sem violência, sem uma lágrima sequer? Sinceramente, é abstrato até para quem é crente há 70 anos. No nosso tempo, está a cada dia mais difícil imaginar uma Terra assim, visto que estamos inseridos em uma sociedade onde nos acostumamos a lidar com assaltos, mortes, doenças e a falta de amor, como o Bruno postou ontem. Mas galera, se a Bíblia diz que será assim, será assim. Novamente cito Números 23.19: "Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?". Não é maravilhoso???

Bom galera, é isso... Deixa eu ir trabalhar... (risos)

Espero que esse post tenha edificado a vida de vocês.

Não percam o próximo post. Devo falar sobre pecado. Aproveite a oportunidade e seja também um semeador! Indique este blog a um amigo que precisa ouvir a Palavra de Deus tanto quanto você!

Um forte abraço.

Por: Gabriel Rodrigues